__________ Itapema, suas histórias... __________

sábado, 21 de julho de 2012

FILHO CRIADO DE PAI CARÁ

TRECHO DO CALÇADÃO - DÉCADA DE 1980 [ITAPEMA/SP].

Cismada com as escapulidas do marido nas noites do 'Ôba-ôba'e S.A , Ela necessitava de uma confirmação. Seguia-o quando saía, revirava-lhe os bolsos do paletó numa busca infrutífera. O D. Juan tinha meios de despistá-la. Passeando desnorteada pelo centro encontrou um panfleto jogado no calçadão...

Ao chegar no endereço uma voz rouca chamou de dentro, a brasa do charuto reluzente na escuridão. Do defumador recendia um incenso fedido, daqueles que espanta não só mal olhado.









Sem ela dizer palavra, Pai Daum se pôs a matraquear. Caso conhecido o dela. Vinham muitas naquela situação. Consultaria as forças superiores com o celular. Digita, tenta... Contudo, parece que o caboclo andava ocupado. O jeito seria o método tradicional. Estrebuchou, fez caretas... E pimba!
- Misifia tá pricisanu si banha nu discarregu. - Receitava o Preto-velho. Doutor em religião, mas versado na asnice completa.
- Tá ruim assim!
- Us caminhu trancafiaru. U sapu du trabaiu num morreu nã. Ingasgô cum tu nomi. - Proferiu bolinando a cliente com passes de cima a baixo. Detendo-se naquelas partes que mais lhe atraíam.
- E foi!?... feitiço?
- Óia, mundiga. I das braba!... Ih, ih,ih!! - Oh, guia safado aquele! Perdera o corpo porém, não abrira mão da sacanagem.
- O senhor ri...
- Mi ri nã. É u santu. - A pretexto do Ebó besuntou mel nela toda e deu-lhe um banho de língua.
De volta, o marido estranhou que estivesse coberta de hematomas. Ela então disse. Meia hora depois o fulano possesso meteu a pezada na porta do "terreiro". O Guia, pronto pra outra, escapuliu assustado antes que o "cavalo" tombasse crivado de balas.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário